Mensagem

Reflexões sobre a Lúcia Pelvense: As Crônicas de Nárnia


Primeiro veja este vídeo para lembrar…

A Lúcia é um bom exemplo do que significa  ser um “discípulo de Cristo”. Claro que isto é um história criada pelo C.S. Lewis, mas as intenções dele foi mostrar que um guarda-roupas trouxe um mundo novo para esses meninos. É preciso ter ousadia e um pouco de curiosidade para entrar no mundo da fé. Voltando para a Lúcia, vê-se que ela começa a conhecer novos amigos, mas um,  em especial, alguém que a despeito de todos os outros é FIEL, é LEAL, uso com letra maiúscula porque não há alguém plenamente assim, pelo menos deste mundo.

Nosso andar com Jesus é parecido com a história dela, começamos a nos relacionar com Jesus e a medida que vamos andando, nosso amor aumenta e nossa fé se firma mais e mais. E assim, vamos conhecendo como Ele é e quanto mais o conhecemos, mais o amamos por razões indescritíveis, tais como:

1) Ele sempre nos recebe, não importa o que fizemos;

2) Ele nos perdoa baseados no amor de Deus;

Aslan fez isso várias vezes com os irmãos Pelvense e estes perceberam que é melhor andar com Aslan e estar do lado dele.

Pense nisto!