Desenvolvendo Liderança

Obs. Esta é a introdução do livro [ainda em processo] do trabalho desenvolvido para líderes da IPAS.

Introdução

 

“…o que preside, com diligência,…” ”Rm 12:8

 

A verbo presidir no texto acima é uma das palavras chaves da liderança cristã. Hoje, como em todas as épocas, há uma necessidade urgente de pessoas com uma visão de liderança especialmente dentro das nossas Igrejas. Isto se impõe em cada época, é verdade, mas essencialmente quando vemos o esfriamento da Igreja de Cristo, as dúvidas e fraqueza que se impõe a uma geração como a nossa observamos a falta de líderes com compromisso sério na educação cristã.

A liderança cristã é uma matéria dentro da teologia pastoral que envolve diversas disciplinas. Seus princípios e objetivos estão descritos nas Escrituras Sagradas. Este trabalho visa expor princípios de liderança que são normativos e necessários para a Igreja de todas as épocas e lugares[1], bem como treinar pessoas objetivamente dotando-as com princípios bíblicos para a formação, pois a formação de um/a líder não se dá pelos métodos humanos.

Um/a líder eclesiástico não se forma com algumas aulas ou matérias, mas é um trabalho do Espírito de Deus que o chama, capacita, ensina e educa este ou esta líder. O trabalho do Espírito Santo em formar líderes se dá na graça comum e também na graça particular. Na graça comum Deus levanta líderes no mundo inteiro para a realização de várias coisas e na graça especial, Deus capacita e determina dentro da Soberania os potenciais líderes de sua Igreja.

Dentro desta introdução, ressalta-se que a liderança é um dom do Espírito de Deus, e que ela pode ser nata ou desenvolvida. Falaremos mais disto adiante, mas de forma geral e introdutória, a liderança é vista em toda a Bíblia. Desde nossos primeiros pais, fomos chamados a exercer a liderança sobre o gerenciamento da criação perfeita de Deus.

A crise que se instaurou pela rebelião do homem foi uma crise de revolta contra a liderança de Deus. O Senhor, como o Supremo líder Perfeito do universo percebeu[2] que a sua criação havia saído de sua liderança. Os efeitos cósmicos foram nefastos. Houve um colapso em todo o universo, inclusive nos seres que deveriam liderar.

A esta crise de liderança chamamos de pecado e ele é a causa de todos os “espinhos e abrolhos” em que a humanidade está envolvida. A palavra, maldita é a terra por tua causa nos conduziu a perder a imagem e semelhança com o Criador. O pecado produziu a arrogância de achar que podemos viver sem o Criador, isto é impossível, pois “nEle vivemos e existimos”, [At 17:28], somos seres contingentes.

O princípio de liderança é um princípio de humildade e dependência. Nosso Senhor Jesus detalhou a liderança como serviço. E este é o propósito da liderança e do ministério cristão. Isto, envolve os dons e a capacitação de cada um. Assim este trabalho será para a formação de uma liderança consciente de que há uma chamado para exercer e presidir com amor.

Vamos lá!

 

[1] Este trabalho pode ser usado por qualquer cristão ou não. A diferença principal está no Espírito Santo, pois quando pessoas que não são cristãs usam princípios cristãos tem uma certa valia, mas não completa.

[2] Eu entendo que nada escapa ao conhecimento de Deus, mas Ele decidiu criar seres que pudessem se revoltar contra a Sua liderança, surgindo assim a primeira rebelião.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s