Será que sou um “desigrejado”? Características da postura cristã dos crentes de hoje.

Padrão

“Não deixemos de nos congregar como é costume de alguns, antes façamos admoestações tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima.” Hb 10:25


sem igrejaResponda rápido: Quantas vezes você foi a sua Igreja nestes últimos 2 meses? Contando que o mês tem 4 domingos e pelo menos um dia você deveria ter comunhão com a Igreja em reuniões com os irmãos, dá um total de 2 vezes por semana. Em 2 meses teríamos um total de 16 vezes. Se você respondeu menos que 8 vezes (metade) você está a caminho de ser um desigrejado.

Calma, eu sei que isto não prova o que estou dizendo pois é uma estatística tola e sem critérios. Mas continue respondendo: Qual é o seu compromisso com a sua Igreja local? Responda rápido:

  1. a) Eu sou dizimista mensal
  2. b) Eu apenas frequento a Igreja
  3. c) Eu não sou dizimista e nem frequento
  4. d) Vou a Igreja quando dá
  5. e) Frequento várias igrejas no mês

Cada uma das respostas acima poderia nos dar um texto para escrever, eu também penso que muitas pessoas têm preferências e anseios diferentes, ou ainda respostas diferentes para justificar cada uma delas e ainda outras respostas que não estão listadas na pesquisa. Cremos que para examinar os desigrejado por pesquisa seria um tanto simplista demais. O que vivemos hoje não é um estudo de caso sobre os desigrejados, mas um fenômeno mundial, por isso vamos tentar examinar com profundidade neste tema diante do qual nos propomos: Será que sou um desigrejado?

Os teólogos têm chamado de “desigrejados”, pessoas que se decepcionaram com a Igreja e saíram porque estão como que “desinstalados” eclesiasticamente falando. Mas é só pensar um pouco e perguntar: porque as pessoas se decepcionam com a Igreja? Talvez, aqui esteja o grande problema, pois o conceito Igreja tem sido deteriorado na pós-modernidade: o que é a Igreja? Quem é essa tal de “escrava resgatada”? 

Igreja é um grupo de pessoas compromissadas com Jesus Cristo que se reúnem para ouvir a palavra, crescer juntos, exercitar o amor e pregar as boas notícias do Evangelho para todas as pessoas. Mas, a definição bíblica de Igreja é mais ampla. Desde o V.T. a Assembleia de Israel até o conceito do Corpo de Cristo no N.T., há muitas formas de se ver a Igreja. Mas como este texto não é um tratado sobre a Igreja vamos nos ater ao nosso tema. Utilizemos o texto de 1 Co 12:13 que diz:

“Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nos foi dado beber de um só Espírito.” (1 Co 12:13).

Neste texto Paulo lidando com as facções e divisões em Corinto escreve que a Igreja embora seja diversa foi batizada (inserida) no mesmo corpo. Não há duas igrejas, mas uma única Igreja, santa e indivisível. A teologia entende que há a Igreja visível e a Igreja invisível. A primeira é a Igreja que vemos nas denominações. A segunda, é a única Igreja verdadeira que só Deus conhece. Ela está no meio da Igreja visível. Neste sentido ser um desigrejado não faz sentido algum. Como posso não pertencer a Igreja em que fui batizado pelo Espírito Santo de Deus? Ninguém é uma ilha até mesmo na fé.

Paulo explica que não podemos desprezar membros do corpo porque não gostamos dele(s). Desprezar o Corpo de Cristo ou parte dele é desprezar o Cabeça que nos inseriu para dentro do corpo, (todos nós fomos batizados). Outra questão seria tentarmos purificar a Igreja com as nossas próprias mãos, e isto é um erro. Alguns estão se tornando desigrejados porque não concordam com a forma eclesiástica da Igreja.

Outro texto que levantamos é o de 1 Pe 2:9 que diz: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.” Aqui há uma definição de Igreja muito ampla do povo de Deus. Não falarei de todas mas da “propriedade exclusiva de Deus”. Sim a Igreja pertence ao Senhor, Ele a comprou pelo precioso sangue de Jesus e desprezá-la é pecado grave.

Alguém me dirá: Não desprezamos a Igreja de Cristo e sim a Igreja local, a Igreja instituída, a Igreja que prega heresias, a Igreja que rouba as ofertas, a Igreja que se aproveita dos fiéis, a Igreja que não prega a Bíblia, a Igreja que o homem plantou com jeitinho e manipulação, a Igreja que não é Igreja. Mas o grande problema está no conceito em si, pois no meio dessas aberrações há verdadeiros cristãos, verdadeiros crentes. Muitos irmãos as vezes chegam para mim e perguntam: Pastor, estou vendo coisas erradas na Igreja o que devo fazer? Saio ou luto?

E isto acontece nas mais diversas denominações, tanto naqueles que são tão rígidos na pureza quanto naqueles que são cheios do fogo do Espírito. A minha resposta tem sido esta: Porque Deus colocou você neste lugar? Pense: Deus colocou Paulo na Igreja de Corinto e sabemos que havia muita gente que não era de Deus ali, mas em nenhum momento Paulo incentiva alguém a sair da Igreja. Ao contrário, ele os incentiva a lutar pela Igreja em qualquer situação e problema.

Eu me lembro que na minha época o problema (década de 80 a 90) era louvor. Muitos mais velhos não queriam abrir e muitos jovens rachavam Igrejas por causa de “liberdade” no culto. Irmãos foram feridos, irmãos foram separados e até hoje irmãos não falam com outros irmãos, ainda por mágoas do passado. Talvez você seja um destes que foram magoados por causa de um pastor, um presbítero, um diácono ou liderança que lhe disse algo que você não merecia ouvir. Se for este o caso, digo a você com a autoridade da Palavra de Deus, lute pela pureza da Igreja. Se você está errado, arrependa-se e volte. Se necessita pedir perdão, peça, mas não deixe forças destrutivas tirarem você da Igreja tornando-o(a) um (a) desigrejado(a).

10 razões pelas quais muitos desistem da Igreja: 

1) A Igreja me decepcionou. Todos os homens são capazes de decepcionar pessoas, mas o Senhor Jesus nunca decepciona. Não saia da Igreja!

2) A Igreja não prega a Palavra de Deus. Então comece você a pregar, não saia!

3) A Igreja não tem comunhão. Então você precisa orar e começar um movimento de comunhão na Igreja; não saia!

4) A Igreja é mundana demais. Então, está na hora de você pregar o que é a verdadeira santidade, não a dos fariseus, mas a santidade de Jesus que perdoa e ensina a ser santo atraindo os pecadores;

5) Não gosto do pastor. Se o seu problema é pessoal obedeça Mt 18:15-17 se ele te ouvir, ganhaste teu irmão, não saia!.

6) Não gosto da Igreja por causa do louvor. Você pode fazer melhor? Se não, comece a orar para que o louvor seja sincero e abençoador no meio da Igreja, não saia! Lembre-se, Deus sempre levantou a liderança na Igreja e não os homens; Não saia!

7) Estou longe da Igreja por causa de pecado. Essa é a função do Diabo, acusar e culpar o pecador, isso não é motivo para deixar a Igreja, volte, confesse e congregue com os irmãos, não se afaste!

8) Estou longe da Igreja porque Deus me decepcionou. Sei que muitos têm essa queixa, mas Deus nos diz que o Senhorio dele seria total em nossas vidas. Você precisa aceitar a Palavra de Deus, pedir perdão ao Senhor e voltar. Deus não nos rejeita, mas Ele é o Senhor e não nós, volte!

9) Eu não penso mais como os irmãos daquela comunidade. Este é um problema quando mudamos de postura teológica. Um exemplo, a questão da liberdade no uso e costumes, (cumprimento de saia, baton, etc..). Se não tiver jeito é mais fácil você sair do que mudar toda uma Igreja, mas faça isso com amor e explique o por que você está saindo ao seu pastor, seja honesto. Certa vez uma senhora chegou para mim e disse: pastor eu desejo ir para outra Igreja porque penso como ela. Eu lhe disse, fique em paz minha irmã vá com Deus, mas não deixe de buscar o Senhor Jesus. Anos depois encontrei-a e ela estava fora da Igreja, infelizmente. Cuidado que ao se desligar da Igreja precisamos saber porque estamos fazendo isto. Em muitos casos, nos separamos dos irmãos por causa de coisas que não são relevantes. João disse: “Nós sabemos que já passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos; aquele que não ama permanece na morte.” (1 Jo 3:14)

10) Eu neguei a Igreja e o Senhor. Este é o caso extremo de apostasia. Muitos desigrejados não compreendem que negar a Igreja é negar o noivo dela também. A Bíblia fala de pessoas que apostataram por causa de heresias, por causa de desamor, por causa de brigas e por rebelião. Termino lembrando você que ninguém sai da Igreja ou se afasta do Senhor de uma vez, mas gradativamente. A Igreja não é perfeita, mas o Senhor dela é!

A advertência é que “um crente só não faz a Igreja” e “uma vara sozinha é fácil de quebrar”, ou ainda: “brasa fora da fogueira se apaga rapidamente”. Espero que este não seja o seu caso pois o dia se aproxima como nos diz o escritor da Epístola aos Hebreus:

“Não deixemos de nos congregar como é costume de alguns, antes façamos admoestações tanto mais quanto vedes que o dia se aproxima.” Hb 10:25

Que o Senhor continue abençoando a Sua bendita Igreja.

Amém!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s