HIV e a volta da promiscuidade: Uma pequena exortação para um mundo sem Deus

Padrão

“…tendo os olhos cheios de adultério e insaciáveis no pecado, engodando almas inconstantes, tendo coração exercitado na avareza, filhos malditos; abandonando o reto caminho, se extraviaram, seguindo pelo caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça.”

(2Pe 2:14-15 ARA)

Ao ouvir que a AIDS (Acquired Immune Deficiency Syndrome” (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida) está de volta como uma ameaça na Mídia eu não me alegro. Diante de um mundo sem Deus e cada vez mais longe de Sua Palavra, percebo que os fantasmas da minha geração não se afastaram. Sim eu sou da geração da AIDS, hoje chamada de “a geração soropositivo” ou HIV- Vírus da Imunodeficiência Humana (Human Immunodeficiency Virus).

Essa enfermidade não afligiu somente pessoas que tiveram relações ilícitas, mas filhos e famílias que não tinham nada a ver com essas relações. Por isso falo com cuidado sem acusar pessoas e sem a intenção de machuca-las, mas, ao mesmo tempo quero levantar uma reflexão sobre o que as Escrituras nos mostram sobre a promiscuidade.

Olhando o texto de 2 Pedro acima vemos que Deus exorta o cuidado com as práticas pecaminosas e que o andar desregrado (isto é sem a regra de Deus) é perigoso e inconsequente. Definindo que promiscuidade é uma forma de viver e de andar sem Deus com critérios sexuais distintos como: sexo com qualquer pessoa; uniões sexuais fora do casamento que envolvem, prostituição, adultério, satisfação sexual sem parceiros, voyeurismo (apenas olhar), o uso de revistas pornográficas, filmes pornográficos e até objetos que intencionam o prazer sexual, etc…, Deus está irado com todos aqueles e aquelas que estão longe dEle.

Quero informar que a ira de Deus não está contra o homossexualismo ou heterosexualismo, mas contra aqueles que estão longe de Deus, [Rm 1:18ss]. Deus nos criou seres maravilhosos com desejos sexuais, mas como qualquer desejo, o pecado potencializou de tal forma os desejos que os mesmos, sem Deus, se tornaram uma arma de destruição das civilizações em duas formas: destruição moral e destruição da família, (poderia acrescentar ainda a destruição que a AIDS causou e a destruição das drogas).

Em nossa sociedade estes pecados são coisas da Idade Média, pois muitos não falam destes assuntos porque isso é “politicamente incorreto”, mas a Bíblia é clara e o nosso desejo aqui é falar sobre essa “política” de uma forma clara e simples para uma geração sem Deus. Nossa proposta é denunciar como a sociedade que não ouve a Deus e nem obedece a Sua Palavra se desmorona. As estatísticas deveriam nos estarrecer quanto a forma em que o mundo vive – a Bíblia nos lembra: “nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis…” [2 Tm 3:1] e a forma de vida dos nossos dias não têm ajudado e nem melhorado a nossa sociedade. Vamos enumerar algumas coisas que a nossa sociedade camufla sobre a AIDS:

  • A Mídia incentiva e apoia o sexo livre em qualquer instância e a sociedade segue para a AIDS. Deus é claramente contra este princípio.

Basta olhar como as coisas vão mudando no decorrer dos anos. Os pais dizem aos filhos que eles podem transar a vontade, e o sexo pode acontecer com qualquer um. Nesse aspecto porque a AIDS está se alastrando entre os jovens de 14 a 26 anos? Porque a sociedade não informa que o sexo é algo maravilhoso, mas que deveria ser feito com amor e com um único parceiro? Não! Isso é careta demais. Mas, o índice não só de HIV+ tem crescido como as doenças sexualmente transmissíveis. A mídia é hipócrita e mascara o problema.

  • A Mídia e a sociedade não entram realmente no problema da transmissão da AIDS, falando sobre o uso de drogas e da prostituição. Algo que é claramente ensinado nas Escrituras.

É interessante notar que ninguém fala que uma das maiores estatísticas de pessoas que contraem a AIDS é o uso de drogas e o frequente uso da prostituição. Dá para falar sobre os dois juntos e também de forma separada. A prostituição está muito ligada ao uso de drogas e as drogas estão em conexão com a prostituição. Não é preciso ser “expert” para perceber que muito desta “peste” chamada AIDS está ligada ao uso de duas coisas perigosas e poderosas: sexo e drogas. Quem conhece os escritos de Aldous Huxley (1970) e a cultura pop das drogas (Beatles, Roling Stones, Woodstock, etc…), sabe que isso começou e não ajudou em nada, a classe artística sempre escondeu os seus ídolos e suas mortes por overdose. A revolução sexual e a cultura das drogas até hoje, são pregadas com a maior naturalidade. Até o ex-presidente do Brasil, Fernando Henrique Cardoso faz apologia ao uso da maconha.

A maconha é droga e agora estão levantando o seu uso medicinal, mas isso não justifica o uso e o consumo dela pelos malefícios que a mesma causa. Muitos jovens hoje são usuários de drogas tais como: a bebida alcóolica, a maconha, a cocaína, o craque (10 vezes pior que a cocaína), a burundanga ou bafo do diabo, (bebida que leva ao suicídio), a Metanfetamina de Cristal (conhecida como Cristal Meth que é uma droga injetável), a heroína que é uma das primeiras drogas injetáveis e os comprimidos de tarja preta.

Eu poderia citar muitas outras, mas estas bastam para nos apavorar. Temos visto a devastação em que as drogas tem destruído famílias, mas destacamos que um dos maiores veículos da AIDS é via seringas infectadas ou sexo sem proteção.

Pensemos que para Deus não basta ter boa moral ou ser limpinho. A Bíblia nos mostra que todos pecaram, todos estão longe, todos se extraviaram e andam como ovelhas desgarradas, [Rm 3:10ss]. Jesus veio para mostrar que há uma vida para se viver, e ela transcende a vida humana, ela transcende a própria dor da existência. Se você tem AIDS ou não ouça as Escrituras, pense em seus pecados e creia no Evangelho. Não há outro caminho de salvação a não ser Cristo.

Termino a minha palavra com tristeza. Quantas vítimas já sepultamos, quantas mais virão? O texto tem razão ao falar do “prêmio da injustiça” que foi o caso de um profeta que não obedeceu a Deus [Balaão cf. Nm 23] e seguiu atrás de sua ganância. Muitos na busca do prazer, tem recebido muita dor por meio injustos e promíscuos. No meio de tanta promiscuidade e pseudoliberdade conclamo você a crer na única possibilidade, Jesus Cristo e que Deus tenha misericórdia desta geração promíscua e perversa. Amém!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s