Crescendo na Oração: Aprendendo a Orar – Santificação do NOME Parte I

Padrão

MEDION DIGITAL CAMERA “Portanto vós orareis assim: Pai nosso que estais nos céus, santificado seja o teu nome, venha ao teu Reino e seja feita a tua vontade assim na terra como nos céus.” Mt 6:9-10.

A palavra de Deus nos diz em Romanos 8:26 que não sabemos orar como convém. Por que? Talvez como disse Tiago: “pedis e não recebeis porque pedis mal para gastardes em vossos deleites…” (Tg 4:3). Isto só pode significar que precisamos aprender a orar.

Nosso Senhor condenou o uso de qualquer piedade (tudo aquilo que apresentamos externamente da nossa religião) com o fim de ser visto pelos homens. A oração tem sido uma das formas em que os modernos fariseus (e eu e você somos exortados a tomar cuidado com isso) estão aí para mostrar aos homens a sua piedade. Como nos diz Martyn Lloyd Jones, este é um perigo constante porque gostamos de nos mostrar e contar com os aplausos dos homens. Mesmo assim, é preciso orar.

A oração é uma forma tremenda de devoção e louvor a Deus. Jesus contou várias parábolas sobre a oração encorajando os filhos a confiarem no Pai celestial, pois Ele conhece as nossas fraquezas e assim permite que como filhos possamos pedir, buscar e bater em sua maravilhosa porta. “Qual de vós por mais ansioso que esteja pode acrescentar um côvado ao curso de sua vida?” (cf. Mt 6:27), assim nem pela oração podemos mudar a vontade de Deus, mas mesmo assim Jesus nos incentiva a orar e a buscar as bênçãos do nosso Pai celestial, pois Ele sabe do que necessitamos.

Talvez a grande pergunta seria: o que pedir? Neste sentido a oração do Pai nosso não somente serve como uma oração verdadeira, mas como uma forma para meditarmos nos pedidos que nosso Senhor nos ensinou. Assim como nossos pais, cremos que a oração do Senhor é um compêndio de teologia que deve ser aproveitado pela Igreja de Cristo nos nossos dias. Hoje vemos que os pedidos são os mais variados e em especial as pessoas estão buscando coisas que Deus mandou que não buscassem e o que Ele mandou que buscássemos, as pessoas não estão buscando.

Neste primeiro texto, gostaria de trabalhar a primeira petição da oração do Senhor, conhecida como o Pai Nosso, que diz: “santificado seja o Teu NOME.”

Vamos subdividir a frase em duas partes: primeiro a ação e segundo a intenção.

Em primeiro lugar, o Nome do Senhor é Santo, toda a Escritura, especialmente o 3o mandamento nos diz que o NOME precisa ser reverenciado e adorado. Há muitos textos no V.T. em que observamos que o NOME revela o caráter do Senhor. Seu NOME não pode estar associado a coisas impuras, injustas, falsas, e outras coisas que não dignifiquem Àquele que está por trás do NOME SANTO. Quando observamos que o nosso Senhor requer na sua lei e na sua graça o respeito devido ao seu NOME, aí pode-se ver porque o primeiro pedido que um cristão deve ter em suas orações é a preservação, a honra e o louvor devido aquele que é o portador do SANTO NOME.

Em segundo lugar, há um imperativo neste pedido que precisamos observar: o que significa “santificado seja”? Calvino tem razão quando diz que há vergonha em nós por pedirmos aquilo que deveria ser nosso dever. Neste pedido estamos honrando os 4 primeiros mandamentos que falam da nossa devoção e culto ao Senhor. O primeiro é que não devemos ter nenhum “deus” diante de nós a não ser o SENHOR; quando santificamos o seu NOME estamos colocando Deus no devido lugar, o seu único lugar em nossas vidas, que é o primeiro.

Nesta oração temos o pedido de buscar o culto e a adoração ao Senhor. Santificado seja o Teu NOME significa que todo o louvor e adoração que o 2o mandamento exige. “Não farás para ti imagens de escultura…”, i.é, adoração somente ao Senhor, ou de outra forma: santificado seja o Teu NOME. Assim o 3o mandamento do NOME já se explica. Claro que não significa a simplicidade do NOME. Alguns são ingênuos quando afirmam que o 3o mandamento significa somente o cuidado em falar o nome de Deus. Tudo o que envolve o NOME de Deus precisa estar cercado de reverência e adoração. O 4o mandamento nos lembra sobre o princípio do tempo para a glória de Deus e deve ser entendido nesta petição, santificado seja o teu NOME.

Nesta petição, algumas coisas devem reger nosso amor e culto ao SENHOR:

1) Devemos santificar o NOME em nossa vida. Este é o alvo desta petição, buscar a santidade e a honra que este nome exige.

2) Reconhecer que em nossas vidas temos pecado contra a Santidade de Deus em vários aspectos: Por exemplo: nossa casa não é Santa de acordo com o Senhor.

3) Buscar a santidade é a nossa meta, sem a qual ninguém verá o Senhor, Hb 12:14 – segui a santificação….

Que o Senhor nos ajude a trabalhar a santificação do NOME em tudo o que fazemos!

Amém!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s